Luís Buchinho: «Uma das maiores lições deste ano foi aprender a não fazer projeções a mais de um mês»

Sem certezas no futuro, mas com muitas ideias para explorar, foi este o Luís Buchinho que encontrei. Numa entrevista franca falamos do presente, enquanto para o futuro sobra um enorme coração aberto, sem previsões à vista. Não fazer previsões também pode ser bom, como irá perceber nesta conversa.

A última coleção, de Luís Buchinho, foi apresentada num vídeo feito por pessoas dos quatro cantos do mundo. O designer confessou que gosta cada vez mais deste modelo de apresentação digital, não descartando este caminho para o futuro.

«O vídeo pode ter contornos muito interessantes, na maneira como se comunica com o público, na forma como se organiza a equipa de produção que é bastante distante da de um desfile. Agora que comecei a entrar na mecânica do vídeo já tenho mais dois vídeos na minha cabeça, no meu imaginário. Tenho pelo menos um conceito que gostaria de concretizar. Não sei como vai ser o futuro, como é que nós vamos apresentar, mas já entrei nesta mecânica e ela já me agrada», conta em entrevista ao Pano Cru.

Foi esta dualidade entre a incerteza no futuro e a capacidade de descobrir novos caminhos, que guiou toda a conversa com o designer. O que será a marca daqui para a frente é algo imprevisível, e a futurologia está longe das preocupações do designer.

«O que sinto é que a nível de moda, depois disto, não quero pensar. Quero fazer uma coisa, que seja a expressão daquilo que me apetece fazer a nível criativo. E depois quem apanhar, apanhou. Acho que é precisamente isso que me apetece fazer», confessa Luís Buchinho.

Sentir o momento e dar respostas adequadas às necessidades e vontades do presente são a prioridade, nesta fase em que o designer se encontra afastado das estruturas das semanas de moda nacionais. Um caminho de independência, que abriu novos horizontes e novas perspetivas, mas que não descarta o regresso a uma organização.

Veja a entrevista completa no post abaixo.

Leave a Reply

%d bloggers like this: