Catarina Barreiros: «A maior parte das pessoas não vive nesta bolha de privilégio de poder pagar mais por um produto artesanal»

Quem vê o Instagram de Catarina Barreiros facilmente cai no erro de achar que a vida desta influenciadora, e empresária, sempre foi sustentável, mas não é bem assim. Foi há três anos que Catarina começou uma jornada que inspira milhares de pessoas diariamente.

«Não nasci ensinada, fui fazendo coisas ao longo da minha vida que me foram despertando para as questões da sustentabilidade. Há três anos percebi que era isto que queria fazer da minha vida, ainda por cima ia ter uma filha e precisava de agir de alguma forma mais séria» conta, em entrevista ao Pano Cru.

Um caminho mais sustentável

«Eu era completamente fascinada com Moda (…) E como qualquer miúda de 18 anos que trabalha em moda e via coisas bonitas e não tinha dinheiro para a comprar, ia comprar ao fast fashion. A minha vida era isto. Comecei a ganhar dinheiro muito cedo, então era muito consumista », revela Catarina. A mudança no campo da moda, foi das poucas que aconteceu de forma radical e foi um marco na vida da fundadora do Zero.

No entanto, o radicalismo de Catarina fica por aqui. A influenciadora acredita que «é importante ter as empresas do lado da mudança» e reconhece que a «maior parte das pessoas não vive nesta bolha de privilégio de poder pagar mais por um produto artesanal ». Por estes motivos procura ter um discurso equilibrado, claro e transparente, até porque a sustentabilidade tem tantas variáveis que, por vezes, ´se torna difícil escolher um só caminho.

Nesta entrevista falamos sobre várias vertentes da sustentabilidade, na moda e noutros campos. Mas também falamos sobre a transição de influenciadora para empresária, e como Catarina Barreiros está a construir uma empresa socialmente e ambientalmente responsável.

Veja a entrevista completa no vídeo, em cima.

Leave a Reply

%d bloggers like this: