Latitid, a marca que começou a criar fatos de banho antes de ser moda

Hoje são muitas as marcas de biquínis e fatos de banho made in Portugal, mas quando a Latitid foi lançada a realidade era bem diferente. Foi precisamente a falta de alternativa aos reduzidíssimos biquínis brasileiros que levaram as irmãs Marta e Inês Fonseca, juntamente com Fernanda Santos, a lançar uma marca de fatos de banho à medida das mulheres portuguesas.

Estávamos em 2013 e tudo era muito diferente. O Instagram nem existia, vivia-se o advento dos blogues, surgiam as primeiras it girls portuguesas, e o Facebook começou a ser utilizado como um canal de venda (ainda bastante rudimentar). Vivia-se uma fase de mudança, sem dúvida, mas ninguém conseguia adivinhar o que estava para vir. Ainda assim, a Latitid acertou em cheio, começando com uma estratégia de venda online e com uma aposta forte na comunicação através das blogueres que faziam sucesso. Hoje esta pode parecer uma estratégia comum, mas em 2013 não era.

«Quando nós começamos só existia o Facebook, portanto dessa altura para agora posso dizer que mudou tudo. Lembro-me de quando fizemos o site, pensarmos ‘quem vai comprar biquínis online?’, era uma coisa que queríamos ter mas que as pessoas não acreditavam muito», conta Inês Fonseca ao Pano Cru. «Neste momento o site é a loja que mais vende», acrescenta. Isto porque o modo de consumir mudou radicalmente.

Quanto ao surgimento imparável de marcas de fatos de banho, Inês Fonseca acredita que é uma mais valia e não uma ameaça. « O facto de terem sido lançadas muitas marcas de fatos de banho e biquínis não foi nada mau, porque habituou o público português a comprar português. Antes as portuguesas compravam biquínis brasileiros. Por isso, só tenho de agradecer, porque realmente houve uma mudança de comportamento de compra, agora muito mais voltado para o consumo português».

No entanto, a concorrência existe e para manter a marca no topo é necessário inovar. A Latitid sabe disso, e aliada a uma forte comunicação junta a inovação constante, alargando as suas categorias de produto. «Uma marca se não tiver novidades acaba por morrer», sentencia a fundadora da marca.

A grande novidade deste ano não foi um novo produto, mas uma parceria. A Latitid juntou-se a Cláudia Vieira, com quem a marca tem uma relação de longa data, para criar uma coleção cápsula de fatos de banho e biquínis. «A Cláudia usava muito Latitid e achamos que era interessante capitalizar isso. Já era um projeto antigo», conta Inês Fonseca, garantindo que o sucesso desta iniciativa foi ainda maior do que esperavam.

Veja a entrevista completa em cima.

Fotografias DR

Leave a Reply

%d bloggers like this: